Histórias

Histórias para compartilhar com nosso hotel em Punta del Este.

Nomeamos nosso hotel em Punta del Este em memória ao aclamado artista uruguaio Rafael Barradas (1890-1929). Um pintor inovador cujo estilo distintivo capturou o espírito e a humanidade de seus temas. Durante sua visita a nosso hotel em Punta del Este, assegure-se de procurar os quadros de Barradas, que se encontram exibidos junto a obras de outros artistas notáveis, em nossa sala de estar e lobby do hotel.

obra-barradas

Biografia e Obra

Pintor uruguaio, filho de espanhóis, autodidata. Apesar de sua curta vida (39 anos) realizou obras que o fazem figurar entre os pintores destacados de sua geração, principalmente na Espanha, onde revolucionou a pintura e influenciou todas as correntes artísticas do momento, como por exemplo a Geração de 27.

Europa 1913

Viajou à Europa em 1913 graças a seu amigo, o cantor Alfredo Medici que compartilhou com Barradas a bolsa que o governo uruguaio lhe outorgara para se aperfeiçoar no “Teatro alla Scala” de Milão. Lá o pintor entrou em contato com os futuristas italianos; viajou a Paris no fim do mesmo ano, onde teve a oportunidade de ver os movimentos de vanguarda que ali se gestavam e depois regressou a Milão.

Desenvolveu uma particular forma de expressão pictórica, consistente em dotar seus desenhos de uma grande força expressiva apoiada em um excelente cromatismo que o define como “vibracionismo”. Em Barcelona, para onde se transladou em 1914, relacionou-se com poetas catalães jovens de vanguarda como Joan Salvat-Papasseit e Juan Gutiérrez Gili.

Regresso a Montevidéu

Em novembro de 1928 regressou ao Uruguai muito doente e faleceu em poucos meses, no dia 12 de fevereiro de 1929, deixando a maior parte de suas obras em mãos de sua família que a expôs permanentemente em sua casa.

Em 1969 a família entregou a obra ao Ministério de Educação e Cultura do Uruguai, a fim de criar um Museu Barradas. Em 1972 se realizou uma mostra no Museu Nacional de Artes Visuais de Montevidéu sem precedentes. Desde essa data até nossos dias não se repetiu uma mostra com estas características.

No dia 16 de abril de 2008 se leiloou um óleo sobre tela titulado “Muñeca”, datado de 1919, de 51,5 x 59,5 cm na empresa Castells e Castells de Montevidéu, Uruguai, pelo qual se pagou USD 108.000. Em 2010 o óleo “Calixto” foi leiloado a 240.000 dólares.